Evangelho - LC 14,25-33

Naquele tempo, 25grandes multidões acompanhavam Jesus. Voltando-se, ele lhes disse: 26“Se alguém vem a mim, mas não se desapega de seu pai e sua mãe, sua mulher e seus filhos, seus irmãos e suas irmãs e até da sua própria vida, não pode ser meu discípulo. 27Quem não carrega sua cruz e não caminha atrás de mim, não pode ser meu discípulo.

28Com efeito: qual de vós, querendo construir uma torre, não se senta primeiro e calcula os gastos, para ver se tem o suficiente para terminar? Caso contrário, 29ele vai lançar o alicerce e não será capaz de acabar. E todos os que virem isso começarão a caçoar, dizendo: 30‘Este homem começou a construir e não foi capaz de acabar!’

31Ou ainda: Qual rei que, ao sair para guerrear com outro, não se senta primeiro e examina bem se com dez mil homens poderá enfrentar o outro que marcha contra ele com vinte mil? 32Se ele vê que não pode, enquanto o outro rei ainda está longe, envia mensageiros para negociar as condições de paz. 33Do mesmo modo, portanto, qualquer um de vós, se não renunciar a tudo o que tem, não pode ser meu discípulo!” — Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

 Comentário

Jesus continua convidando-nos para o seguimento dele, e nos apresenta as exigências necessárias para se cumprir bem a missão: “Se não renunciar a tudo o que tem, não pode ser meu discípulo!” Num mundo que deseja a posse, a palavra de Jesus soa profeticamente. O dinamismo do amor verdadeiro não permite acomodação ou outros interesses. Pensemos no que diz Jesus e o sigamos com fidelidade onde estivermos.

 

Oração

ÓDeus de poder e misericórdia, que concedeis a vossos filhos e filhas a graçade vos servir como devem, fazei que corramos livremente ao encontro das vossas promessas. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Fonte: http://www.a12.com/reze-no-santuario/deus-conosco

Postar Comentário

CAPTCHA security code