Evangelho - MC 6,45-52

Depois de saciar os cinco mil homens, 45Jesus obrigou os discípulos a entrarem na barca e irem na frente para Betsaida, na outra margem, enquanto ele despedia a multidão. 46Logo depois de se despedir deles, subiu ao monte para rezar.

47Ao anoitecer, a barca estava no meio do mar e Jesus sozinho em terra. 48Ele viu os discípulos cansados de remar, porque o vento era contrário. Então, pelas três da madrugada, Jesus foi até eles andando sobre as águas, e queria passar na frente deles.

49Quando os discípulos o viram andando sobre o mar, pensaram que era um fantasma e começaram a gritar. 50Com efeito, todos o tinham visto e ficaram assustados. Mas Jesus logo falou: “Coragem, sou eu! Não tenhais medo!” 51Então subiu com eles na barca, e o vento cessou. Mas os discípulos ficaram ainda mais espantados, 52porque não tinham compreendido nada a respeito dos pães. O coração deles estava endurecido. — Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

 

Comentário

Jesus é aquele que acalma o mar bravio em nossa vida, e nos diz com determinação: “Coragem, sou eu! Não tenhais medo!” É verdade que humanamente temos nossos medos e inseguranças, mas na fé há somente a confiança e a certeza de que o Senhor não nos abandona. A Igreja, em sua missão, tem que enfrentar mares revoltos, mas a barca de Cristo continua firme. Quem põe em Cristo sua confiança, saberá sempre como viver sem nada temer.

Oração

Ó Deus, luz de todas as nações, concedei aos povos da terra viver em perene paz, e fazei resplandecer em nossos corações aquela luz admirável que vimos despontar no povo da antiga aliança. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Fonte: https://www.a12.com/reze-no-santuario/deus-conosco

Postar Comentário

CAPTCHA security code