Evangelho - São João 4,43-54

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João
4,43-54

Naquele tempo:
Jesus partiu da Samaria para a Galiléia.
O próprio Jesus tinha declarado,
que um profeta não é honrado na sua própria terra.
Quando então chegou à Galiléia,
os galileus receberam-no bem,
porque tinham visto tudo o que Jesus havia feito
em Jerusalém, durante a festa.
Pois também eles tinham ido à festa.
Assim, Jesus voltou para Caná da Galiléia,
onde havia transformado a água em vinho.
Havia em Cafarnaum um funcionário do rei
que tinha um filho doente.
Ouviu dizer que Jesus
tinha vindo da Judéia para a Galiléia.
Ele saiu ao seu encontro
e pediu-lhe que fosse a Cafarnaum
curar seu filho, que estava morrendo.
Jesus disse-lhe:
'Se não virdes sinais e prodígios,
não acreditais.'
O funcionário do rei disse:
'Senhor, desce,
antes que meu filho morra!'
Jesus lhe disse:
'Podes ir, teu filho está vivo.'
O homem acreditou na palavra de Jesus e foi embora.
Enquanto descia para Cafarnaum,
seus empregados foram ao seu encontro,
dizendo que o seu filho estava vivo.
O funcionário perguntou
a que horas o menino tinha melhorado.
Eles responderam:
'A febre desapareceu, ontem, pela uma da tarde'.
O pai verificou que tinha sido exatamente na mesma hora
em que Jesus lhe havia dito:
'Teu filho está vivo'.
Então, ele abraçou a fé,
juntamente com toda a sua família.
Esse foi o segundo sinal de Jesus.
Realizou-o quando voltou da Judeía para a Galiléia.

https://www.vaticannews.va/pt/palavra-do-dia/2020/03/23.html

Postar Comentário

CAPTCHA security code