Evangelho - São João 9,1.6-9.13-17.34-38

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João
9,1.6-9.13-17.34-38

Naquele tempo:
Ao passar, Jesus viu um homem cego de nascença.
E cuspiu no chão, fez lama com a saliva
e colocou-a sobre os olhos do cego.
E disse-lhe: 'Vai lavar-te na piscina de Siloé'
(que quer dizer: Enviado).
O cego foi, lavou-se e voltou enxergando.
Os vizinhos e os que costumavam ver o cego
- pois ele era mendigo - diziam:
'Não é aquele que ficava pedindo esmola?'
Uns diziam: 'Sim, é ele!'
Outros afirmavam:
'Não é ele, mas alguém parecido com ele.'
Ele, porém, dizia: 'Sou eu mesmo!'
Levaram então aos fariseus
o homem que tinha sido cego.
Ora, era sábado, o dia em que Jesus tinha feito lama
e aberto os olhos do cego.
Novamente, então, lhe perguntaram os fariseus
como tinha recuperado a vista.
Respondeu-lhes: 'Colocou lama sobre meus olhos,
fui lavar-me e agora vejo!'
Disseram, então, alguns dos fariseus:
'Esse homem não vem de Deus, pois não guarda o sábado.'
Mas outros diziam:
'Como pode um pecador fazer tais sinais?'
E havia divergência entre eles.
Perguntaram outra vez ao cego:
'E tu, que dizes daquele que te abriu os olhos?'
Respondeu: 'É um profeta.'
Os fariseus disseram-lhe:
'Tu nasceste todo em pecado e estás nos ensinando?'
E expulsaram-no da comunidade.
35Jesus soube que o tinham expulsado.
Encontrando-o, perguntou-lhe:
'Acreditas no Filho do Homem?'
Respondeu ele:
'Quem é, Senhor, para que eu creia nele?'
37Jesus disse:
'Tu o estás vendo; é aquele que está falando contigo.'
Exclamou ele:
'Eu creio, Senhor'!
E prostrou-se diante de Jesus.

https://www.vaticannews.va/pt/palavra-do-dia/2020/03/22.html

Postar Comentário

CAPTCHA security code