Paixao de Jesus: escola para quem se dedica aos irmãos doentes e sofredores: Papa ao Conselho Pontifício da pastoral da saúde

No encontro tido nesta segunda-feira de manhã com os participantes na Assembleia Plenária do Conselho Pontifício para a Pastoral no campo da Saúde, o Papa Francisco recordou a figura do Beato João Paulo II, que escrevia há 30 anos, na Carta Apostólica que criava este organismo da Cúria Romana: “Fazer bem com o sofrimento e fazer bem a quem sofre”. Palavras que ele própria viveu e testemunhou de modo exemplar. “Até no sofrimento – recordou o Santo Padre – ninguém está nunca só, porque Deus no seu misericordioso pelo homem e pelo mundo abraça mesmo as situações mais desumanas, em que a imagem do Criador presente em cada pessoa aparece ofuscada ou desfigurada”. “Como aconteceu a Jesus na sua Paixão”. É precisamente na Paixão de Jesus que se encontra a grande escola para quem quer que deseje dedicar-se ao serviço dos irmãos doentes e sofredores” - recordou o Papa, que exortou a nunca esquecer “no exercício da atividade de cada dia, a carne de Cristo, presente nos pobres, nos que sofrem, nas crianças (mesmo não desejadas), nas pessoas com deficiências físicas ou psíquicas, e nos idosos”.

Postar Comentário

CAPTCHA security code