Páscoa, nossa ressurreição

PÁSCOA, NOSSA RESSURREIÇÃO "A criação geme em dores de parto." - disse São Paulo Apóstolo. Nós todos iremos meditar ao longo desta quaresma esta verdade. Nós frades da PENITÊNCIA, podemos dizer que conseguimos dar um passo a mais para superar este gemido? No segundo domingo desta quaresma, seguindo Cristo no monte da Transfiguração, aprendemos que a nossa salvação se realiza no abandono da busca da segurança que, de fato, nos assegura, mas na realidade nos enche de nós mesmos e nos impede de nos abrir à graça salutar do Deus da VIDA e do AMOR. É difícil, como Abrahão, sair do conforto seguro e partir sem saber para onde vai. Nós frades da Penitência estamos realmente dispostos a abandonar o que temos para ir aonde, pela voz do superior, Deus nos envia? A transfiguração é bem isto. Cristo dizia que era difícil um rico entrar no REINO e é realmente difícil se deixar transfigurar. Pretendemos nos realizar pelas nossas próprias forças e segundo o nosso pensamento, mas não percebemos que isto nos leva ao fracasso, porque estamos buscando o nosso proveito e assim esquecemos o IRMÃO. PÁSCOA está às portas. Vamos ressuscitar, vamos nos transfigurar ou mais uma vez vamos esperar?... Esperar o que?... Vocês todos vão ler o que fizemos nesta primeira reunião da formação e do conselho. É tempo de despertar. Coragem. Venci o mundo com todas as suas atrações para me lançar atrás do Ressuscitado.

Feliz e Santa Páscoa!

Frei Alain Hévin, TOR Ministro Provincial  

Postar Comentário

CAPTCHA security code