Segundo dia da Novena de São Sebastião

2º DIA NOVENA EM LOUVOR A SÃO SEBASTIÃO

O BATISMO DE SEBASTIÃO

Canto inicial
Acolhida e Oração inicial
Em nome do Pai...
Animador – Sejamos todos bem-vindos a esta celebração. Com São Sebastião queremos expressar o nosso amor pelo Cristo. Nestes dias, a figura deste mártir nos ajudará a rezar e refletir.
Todos – Fazei-nos, Senhor, instrumentos de vosso amor!

Oração inicial

São Sebastião, nosso protetor e exemplo de fé inabalável, intercedei a Deus por nós para que sejamos capazes de testemunhar a verdade como autênticos cristãos.
Intrépido soldado de Cristo, cuja profissão de fé foi demonstrada não somente com palavras, mas com o heroísmo do martírio; ajudai-nos a viver com determinação a fé cristã assumida no nosso Batismo.
Fiel imitador dos apóstolos, que a tudo renunciastes para ganhar a Cristo, ajudai-nos a renunciar ao mal para que contigo possamos alcançar a glória do céu.
Amém.

Animador – “Deus amou tanto o mundo, que deu seu Filho único para que todo o que nele crer, não morra, mas tenha a vida eterna” (Jo 3,16). Esse Filho bem amado foi Jesus. Nasceu da Virgem Maria, numa pobre gruta e cresceu na pobreza de Nazaré. Com o nascimento de Jesus, começou uma nova era dividindo a história do mundo em duas grandes etapas: O que aconteceu “Antes de Cristo” e o que está acontecendo “Depois de Cristo”.
Quando chegou aos 30 anos, Jesus despediu-se da mãe; foi batizado pelo seu precursor João Batista e saiu pelo mundo como pregador itinerante, proclamando a Boa Nova: “O
Filho do homem veio procurar e salvar o que estava perdido”. (Lc 19,10).
Aos que se opunham à sua pregação, dizia com energia: “O reino de Deus está próximo. Convertei-vos e crede na Boa Nova”. Pregava uma doutrina que só falava de amor e perdão. Mas foi mal compreendido e morreu pregado numa cruz. O sonho se desfez? Não. Ele ressuscitou gloriosamente, confirmando tudo o que havia ensinado. “Se Jesus não ressuscitou, vossa fé é inútil e vazia” (1 Cor 15,17).

Animador – Invoquemos o Espírito Santo, pedindo a luz para acolher sua Palavra.

Canto ao Espírito Santo

Animador – Vamos ouvir a Palavra de Deus. (Ler At 2,37-39)
Leitor 1 – A estas palavras sentiram o coração contrito e disseram a Pedro e aos demais apóstolos: “Irmãos o que devemos fazer?”, Pedro lhes respondeu: “Convertei-vos, e cada um de vós peça o batismo em nome de Jesus Cristo, para conseguir o perdão de vossos pecados. Assim recebereis o dom do Espírito Santo”.
Pois a promessa foi feita para vós e vossos filhos...
Palavra do Senhor!
Todos – Graças a Deus!

A VIDA DE SÃO SEBASTIÃO
Animador – Conforme se lê na sua biografia escrita no século V, São Sebastião nasceu no século III, no seio de uma nobre família. Ainda jovem, abraçou a carreira militar.

Leitor 1 – Devido à sua integridade de caráter e à sua intrepidez, conquistou logo as boas graças dos imperadores Diocleciano e Maximiano, que lhe deram cargos de confiança, chegando a ser comandante da guarda imperial.

Leitor 2 – Mas um pensamento perturbava-lhe a mente: como trabalhar num ambiente pagão, arriscando-se a trair o seu batismo?

Comentário

Animador – Naquela ocasião, dona Mariana, sua mãe, ultimava os preparativos para o batismo do filho. Sua preocupação era despertar nele um grande amor pelo Cristo. Esse amor o levaria a praticar os maiores heroísmos. Um dia revelou seu grande receio:

Leitor 1 – Qual será minha conduta como soldado cristão no meio de colegas pagãos? Até quando serei um fiel soldado do imperador, sem trair minha fé?

Leitor 2 – A mãe o tranqüilizou com as palavras de Cristo:

Leitor 1 – “Não vos preocupeis em saber como falar nem o que dizer...
Não sereis vós que falareis, mas o Espírito do vosso Pai falará em vós...” (Mt 10,20).

Leitor 2 - E assim chegou o dia feliz do batismo de Sebastião. A cerimônia transcorreu quase às ocultas, porque era proibido cristãos realizar qualquer culto público. Mas sentia-se feliz.

Leitor 1 – Além de soldado do imperador, Sebastião tornou-se um soldado de Cristo.

Leitor 2 – O corajoso jovem foi aconselhado a não manifestar publicamente sua fé. Assim poderia ser mais útil à Igreja.
Mas ele se perguntava:

Leitor 1 – Será que vou aguentar ficar quieto quando ouvir alguém falando mal de Jesus? E ele mesmo respondia:

Todos – “Temos que defendê-lo, mesmo à custa de nossa vida”. “Quem me negar nesta terra, eu o negarei diante do meu Pai” (Mt 10,33).

Reflexão
Animador – Pelo batismo, também nos tornamos soldados de Cristo. 
Pelo dom do Espírito Santo, somos chamados a ser testemunhas do amor e do perdão.
É fácil anunciar o amor no mundo de hoje? Quais dificuldades encontramos? 
O que, às vezes, nos afasta deste amor e nos impede de nos sentirmos filhos?

Preces
Leitor 1 – No dia do batismo recebemos uma missão: “Ide pelo mundo inteiro!
Pregai o Evangelho a toda a criatura” (Mt 28,19).
Todos – Senhor, fazei-nos fiéis à nossa missão de evangelizadores.

Leitor 2 – Para que o exemplo de São Sebastião nos anime no caminho do bem, apesar de todos os empecilhos...
Todos – Senhor, fazei-nos fiéis à nossa missão de evangelizadores.

Leitor 1 – Para que saibamos praticar e viver o que transmitimos para os outros...
Todos – Senhor, fazei-nos fiéis à nossa missão de evangelizadores.

Gesto concreto

Animador – Procure se lembrar do dia do seu batismo e do que significa ser batizado. Vamos comprometer-nos com um gesto concreto quando voltarmos em casa: escolha um pequeno sacrifício que o ajude a renunciar o mal e escolher o bem.
Animador – Vamos agora rezar a São Sebastião, pedindo sua proteção e sua intercessão pelas nossas necessidades.

Oração final
Glorioso mártir São Sebastião, nosso valoroso defensor, advogado contra as epidemias, a fome e as guerras, vós que derramastes vosso sangue e destes vossa vida em testemunho da fé em Nosso Senhor Jesus Cristo, alcançai-nos do mesmo Senhor, força para lutarmos contra todo mal e toda violência, que nos afastam da paz e do amor.
Protegei-nos com vossa poderosa intercessão e livrai-nos de toda epidemia corporal, moral e espiritual.
A vós recorremos cheios de confiança, depositando em vossas mãos as nossas intenções e alcançai-nos a graça que mais necessitamos. 
(Instante de silêncio para formular o pedido).
Rogai por nós junto ao trono do Altíssimo para que um dia possamos, com todos os santos, louvar eternamente a Trindade Santa.
Amém!

1 Pai Nosso e 1 Ave Maria

Postar Comentário

CAPTCHA security code