Tríduo a Santa Clara

Como São Francisco pediu e obteve a indulgência do perdão

Santa Maria dos Anjos – 02/08 Segundo o testemunho de Bartolomeu de Pisa, a origem da Indulgência da Porciúncula se deu assim: Uma noite, do ano do Senhor de 1216, Francisco estava compenetrado na oração e na contemplação na igrejinha da Porciúncula, perto de Assis, quando, repentinamente, a igrejinha ficou repleta de uma vivíssima luz e Francisco viu sobre o altar o Cristo e à sua direita a sua Mãe Santíssima, circundados de uma multidão de anjos. Francisco, em silêncio e com a face por terra, adorou a seu Senhor. Perguntaram-lhe, então, o que ele desejava para a salvação das almas. A resposta de Francisco foi imediata: “Santíssimo Pai, mesmo que eu seja um mísero pecador, te peço, que, a todos quantos arrependidos e confessados, virão a visitar esta igreja, lhes conceda amplo e generoso perdão, com uma completa remissão de todas as culpas”. O Senhor lhe disse: “Ó Irmão Francisco, aquilo que pedes é grande, de coisas maiores és digno e coisas maiores tereis: acolho, portanto, o teu pedido, mas com a condição de que tu peças esta indulgência, da parte minha, ao meu Vigário na terra (Papa) ”. E imediatamente, Francisco se apresentou ao Pontífice Honório III que, naqueles dias encontrava-se em Perusia e com candura lhe narrou a visão que teve. O Papa o escutou com atenção e, depois de alguns esclarecimentos, deu a sua aprovação e disse: “Por quanto anos queres esta indulgência”? Francisco, destacadamente respondeu-lhe: “Pai santo, não peço por anos, mas por almas”. E feliz, se dirigiu à porta, mas o Pontífice o reconvocou: “Como, não queres nenhum documento”? E Francisco respondeu-lhe: “Santo Pai, de Deus, Ele cuidará de manifestar a obra sua; eu não tenho necessidade de algum documento. Esta carta deve ser a Santíssima Virgem Maria, Cristo o Escrivão e os Anjos as testemunhas”. E poucos dias mais tarde, junto aos Bispos da Úmbria, ao povo reunido na Porciúncula, Francisco anunciou a indulgência plenária e disse entre lágrimas: “Irmãos meus, quero mandar-vos todos ao paraíso! ” Em 1216 Papa Honório concedeu a indulgência fixando para o dia 02 de agosto, a começar das vésperas da vigília. Em 1622, o Papa Gregório XV estendeu esta grande indulgência a todos as Igrejas Franciscana e prescreveu que, além da confissão era necessária comunhão e a oração pelo Sumo Pontífice. Em 12 de janeiro de 1678, o Papa Inocêncio XI declarou que a dita indulgência estava aplicada também às almas dos Purgatório. O Papa Pio X em 9 de Julho de 1910, concedeu autorização aos Bispos de todo o mundo, só naquele ano de 1910, para que designassem qualquer Igreja pública das suas Dioceses, a fim de que também nelas, as pessoas recebessem a Indulgência da Porciúncula. Este privilégio foi renovado por um tempo indefinido por decreto da sagrada Congregação da Indulgência, em 26 de março de 1911 (Acta Apostolicae Sedis, III,1911, 233-4). Significa que atualmente, qualquer Igreja Católica de qualquer país, tem o benefício da Indulgência que São Francisco conseguiu de Jesus para toda a humanidade. Papa Francisco disse: “O Perdão de Assis é um forte chamado a aproximar-se do Senhor no sacramento da Misericórdia e também da Comunhão. Muitos têm medo de se aproximar da confissão ao esquecerem-se que lá não encontramos um juiz severo, mas um pai imensamente misericordioso. É verdade que quando vamos ao confessionário sentimos um pouco de vergonha isso acontece com todos. Mas devemos lembrar que também essa vergonha é uma graça que nos prepara ao abraço do Pai, que sempre perdoa e sempre perdoa tudo.” Também gostaríamos que os Senhores festejassem Santa Clara de Assis conosco.

A programação será a seguinte: “Querida Santa Clara, que seguistes de perto São Francisco na vida de pobreza e no amor ao próximo e de Deus, olhai carinhosa para o mundo de hoje, tão necessitado de vossa proteção.”

1º dia do tríduo. CLARA PÕE EM FUGA OS SARRACENOS – DEFESA DOS IRMÃOS E IRMÃS.

Dia 09/08/2017 às 19h – Paróquia Senhor Bom Jesus

2º dia. CLARA E O CRISTO EUCARÍSTICO

Dia 10/08/2017 às 19h – Paróquia São Benedito

3º Dia. CLARA E A CONTEMPLAÇÃO

Dia 11/08/2017 às 19h30min – Seminário Nossa Senhora de Fátima

No primeiro e no segundo dia do tríduo será sorteada uma imagem de Santa Clara.
No terceiro dia entregaremos uma imagem para todas as Claras que estiverem na Celebração. Também teremos o bolo de Santa Clara com medalhinhas.

Ficaremos felizes com sua presença! Paz e Bem!

Postar Comentário

CAPTCHA security code