Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 14,13-21

2 agosto 2020
Categoria
Liturgia diária
Comentários  0
Naquele tempo:
Quando soube da morte de João Batista, Jesus partiu
e foi de barco para um lugar deserto e afastado.
Mas quando as multidões souberam disso,
saíram das cidades e o seguiram a pé.
Ao sair do barco, Jesus viu uma grande multidão.
Encheu-se de compaixão por eles
e curou os que estavam doentes.
Ao entardecer, os discípulos aproximaram-se de Jesus
e disseram: ‘Este lugar é deserto
e a hora já está adiantada.
Despede as multidões,
para que possam ir aos povoados comprar comida!’
Jesus porém lhes disse:
‘Eles não precisam ir embora.
Dai-lhes vós mesmos de comer!’
Os discípulos responderam:
‘Só temos aqui cinco pães e dois peixes.’
Jesus disse: ‘Trazei-os aqui.’
Jesus mandou que as multidões se sentassem na grama.
Então pegou os cinco pães e os dois peixes,
ergueu os olhos para o céu e pronunciou a bênção.
Em seguida partiu os pães, e os deu aos discípulos.
Os discípulos os distribuiram às multidões.
Todos comeram e ficaram satisfeitos,
e dos pedaços que sobraram,
recolheram ainda doze cestos cheios.
E os que haviam comido
eram mais ou menos cinco mil homens,
sem contar mulheres e crianças.
 
PALAVRAS DO SANTO PADRE
“Este é um bom teste sobre como se segue Jesus: somos interesseiros ou não? Refresque sua memória: as duas perguntas. O que Jesus fez por mim, em minha vida, por amor? E vendo isto, o que eu devo fazer, por Jesus, como eu respondo a este amor. E desta forma poderemos purificar nossa fé de todos os interesses. Que o Senhor nos ajude neste caminho”. (Santa Marta 16 de avril de 2018)
https://www.vaticannews.va/pt/palavra-do-dia/2020/08/02.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *