Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 16,21-27

30 agosto 2020
Categoria
Liturgia diária
Comentários  0

 

Naquele tempo:
Jesus começou a mostrar a seus discípulos
que devia ir à Jerusalém
e sofrer muito da parte dos anciãos,
dos sumos sacerdotes e dos mestres da Lei,
e que devia ser morto e ressuscitar no terceiro dia.
Então Pedro tomou Jesus à parte
e começou a repreendê-lo, dizendo:
‘Deus não permita tal coisa, Senhor!
Que isto nunca te aconteça!’
Jesus, porém, voltou-se para Pedro, e disse:
‘Vai para longe, Satanás!
Tu és para mim uma pedra de tropeço,
porque não pensas as coisas de Deus
mas sim as coisas dos homens!’
Então Jesus disse aos discípulos:
‘Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo,
tome a sua cruz e me siga.
Pois quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la;
e quem perder a sua vida por causa de mim,
vai encontrá-la.
De fato, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro
mas perder a sua vida?
O que poderá alguém dar em troca de sua vida?
Porque o Filho do Homem
virá na glória do seu Pai, com os seus anjos,
e então retribuirá a cada um de acordo com a sua
conduta.

PALAVRAS DO SANTO PADRE
Não podemos pensar a vida cristã fora deste caminho. Há sempre este caminho que Ele fez por primeiro: o caminho da humildade, o caminho também da humilhação, de se aniquilar a si mesmo, e depois ressurgir. Mas, este é o caminho. O estilo cristão, sem a cruz não é cristão, e se a cruz é uma cruz sem Jesus, não é cristã. O estilo cristão leva a cruz com Jesus e continua. Não sem a cruz, não sem Jesus”. (Santa Marta 6 de março de 2014)
https://www.vaticannews.va/pt/palavra-do-dia.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *