Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 22,15-21

18 outubro 2020
Categoria
Liturgia diária
Comentários  0

Naquele tempo:
Os fariseus fizeram um plano
para apanhar Jesus em alguma palavra.
Então mandaram os seus discípulos,
junto com alguns do partido de Herodes,
para dizerem a Jesus:
‘Mestre, sabemos que és verdadeiro
e que, de fato, ensinas o caminho de Deus.
Não te deixas influenciar pela opinião dos outros,
pois não julgas um homem pelas aparências.
Dize-nos, pois, o que pensas:
É lícito ou não pagar imposto a César?’
Jesus percebeu a maldade deles e disse: ‘Hipócritas!
Por que me preparais uma armadilha?
Mostrai-me a moeda do imposto!’
Trouxeram-lhe então a moeda.
E Jesus disse:
‘De quem é a figura e a inscrição desta moeda?’
Eles responderam: ‘De César.’
Jesus então lhes disse:
‘Dai pois a César o que é de César,
e a Deus o que é de Deus.’

PALAVRAS DO SANTO PADRE
O cristão é chamado a comprometer-se concretamente nas realidades humanas e sociais, sem opor “Deus” a “César”; contrapor Deus a César seria uma atitude fundamentalista. O cristão é chamado a empenhar-se concretamente nas realidades terrenas, mas iluminando-as com a luz que deriva de Deus. A confiança prioritária a Deus e a esperança nele não requerem uma fuga da realidade mas, ao contrário, um dar industriosamente a Deus aquilo que lhe pertence. (Angelus 22 de outubro de 2017)https://www.vaticannews.va/pt/palavra-do-dia.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *