Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 17,26-37

13 novembro 2020
Categoria
Liturgia diária
Comentários  0
5
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
Como aconteceu nos dias de Noé,
assim também acontecerá nos dias do Filho do Homem.
Eles comiam, bebiam,
casavam-se e se davam em casamento,
até ao dia em que Noé entrou na arca.
Então chegou o dilúvio e fez morrer todos eles.
Acontecerá como nos dias de Ló:
comiam e bebiam, compravam e vendiam,
plantavam e construíam.
Mas no dia em que Ló saiu de Sodoma,
Deus fez chover fogo e enxofre do céu
e fez morrer todos.
O mesmo acontecerá
no dia em que o Filho do Homem for revelado.
Nesse dia, quem estiver no terraço,
não desça para apanhar os bens que estão em sua casa.
E quem estiver nos campos não volte para trás.
Lembrai-vos da mulher de Ló.
Quem procura ganhar a sua vida, vai perdê-la;
e quem a perde, vai conservá-la.
Eu vos digo:
nessa noite, dois estarão numa cama;
um será tomado e o outro será deixado.
Duas mulheres estarão moendo juntas;
uma será tomada e a outra será deixada.
Dois homens estarão no campo;
um será levado e o outro será deixado.’
Os discípulos perguntaram:
‘Senhor, onde acontecerá isso?’
Jesus respondeu:
‘Onde estiver o cadáver, aí se reunirão os abutres.’
 
PALAVRAS DO SANTO PADRE
Pensar na morte não é uma má fantasia, é uma realidade. Se é má ou não depende de mim, como eu penso nela, mas acontecerá e tratar-se-á do encontro com o Senhor: será este o aspeto positivo da morte, o encontro com o Senhor, será ele que vem ao encontro, será ele a dizer “vem, vem, bendito de meu Pai, vem comigo. (Santa Marta 17 de novembro de 2017)
https://www.vaticannews.va/pt/palavra-do-dia/2020/11/13.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *