Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 6,6-11

7 setembro 2020
Categoria
Liturgia diária
Comentários  0
Aconteceu num dia de sábado que,
Jesus entrou na sinagoga,
e começou a ensinar.
Aí havia um homem cuja mão direita era seca.
Os mestres da Lei e os fariseus o observavam,
para verem se Jesus iria curá-lo em dia de sábado,
e assim encontrarem motivo para acusá-lo.
Jesus, porém, conhecendo seus pensamentos,
disse ao homem da mão seca:
‘Levanta-te, e fica aqui no meio.’
Ele se levantou, e ficou de pé.
Disse-lhes Jesus: ‘Eu vos pergunto:
O que é permitido fazer no sábado: o bem ou o mal,
salvar uma vida ou deixar que se perca?’
Então Jesus olhou para todos os que estavam ao seu redor,
e disse ao homem: ‘Estende a tua mão.’
O homem assim o fez e sua mão ficou curada.
Eles ficaram com muita raiva,
e começaram a discutir entre si
sobre o que poderiam fazer contra Jesus.
 
PALAVRAS DO SANTO PADRE
Quando um pai ou uma mãe, ou então até simplesmente pessoas amigas traziam um doente à sua presença para que o tocasse e curasse, não perdia tempo; a cura vinha antes da lei, até daquela tão sagrada como o descanso do sábado. Os doutores da lei repreendiam Jesus porque Ele curava no dia de sábado, fazia o bem no dia de sábado. Mas o amor de Jesus consistia em dar a saúde, em fazer o bem: e isto vem sempre em primeiro lugar! (Audiência Geral 10 de junho de 2015)
Fonte: https://www.vaticannews.va/pt/palavra-do-dia/2020/09/07.html
Foto: chris-liu-j2xlF76VMsw-unsplash

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *