Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 17,14-20

8 agosto 2020
Categoria
Liturgia diária
Comentários  0
Naquele tempo,
chegando Jesus e seus discípulos junto da multidão,
um homem aproximou-se de Jesus, ajoelhou-se e disse:
‘Senhor, tem piedade do meu filho.
Ele é epilético, e sofre ataques tão fortes
que muitas vezes cai no fogo ou na água.
Levei-o aos teus discípulos,
mas eles não conseguiram curá-lo!’
Jesus respondeu:
‘Ó gente sem fé e perversa!
Até quando deverei ficar convosco?
Até quando vos suportarei?
Trazei aqui o menino.’
Então Jesus o ameaçou e o demônio saiu dele.
Na mesma hora o menino ficou curado.
Então, os discípulos aproximaram-se de Jesus
e lhe perguntaram em particular:
‘Por que nós não conseguimos expulsar o demônio?’
Jesus respondeu:
‘Porque a vossa fé é demasiado pequena.
Em verdade vos digo, se vós tiverdes fé
do tamanho de uma semente de mostarda,
direis a esta montanha:
‘Vai daqui para lá e ela irá.
E nada vos será impossível.’
 
PALAVRAS DO SANTO PADRE
Uma oração corajosa, que luta para conseguir o milagre; não essas orações por cortesia, “Ah, eu rezarei por você”: rezo um Pai Nosso, uma Ave Maria e depois me esqueço. Não: oração corajosa, como a de Abraão que lutava com o Senhor para salvar a cidade; como a de tantas pessoas que têm fé e com fé rezam e rezam. A oração faz milagres, mas é preciso acreditar! Penso que podemos fazer uma bela oração … e dizer-lhe hoje, o dia todo: ‘Eu creio, Senhor, ajuda a minha incredulidade … e quando nos pedem para rezar por tantas pessoas que sofrem nas guerras, todos os refugiados, todos esses dramas que existem hoje, rezem, mas com o coração no Senhor: ‘Façam isso!’, mas digam: ‘Eu creio, Senhor. Ajude minha incredulidade’ que também está na minha oração. Vamos fazer isso, hoje. (Santa marta 20 de maio de 2013).
Fonte: https://www.vaticannews.va/pt/palavra-do-dia/2020/08/08.html
Foto: james-coleman-dSbfYNeDeiM-unsplash

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *